Sistema Financeiro Nacional (SFN): O que é e como funciona o SFN.

Atualizado: 13 de mar.

Você já parou para pensar como seria o mundo sem dinheiro? Uma bagunça, né? Estima-se que as primeiras moedas surgiram na região da Lídia (Atual Turquia). Mas você concorda comigo que para que transações com moedas funcionem e necessário existir um Sistema?


É aqui que entra o Sistema Financeiro. O Sistema Financeiro é composto por todas as instituições que integram o mercado financeiro. Seja atuando na área normativa, na parte de supervisão ou como agentes de mercado.

Agente Superavitário e Agente Deficitário


O Sistema Financeiro Nacional é responsável pela interação entre duas figuras importantes: O agente superavitário e o agente deficitário.


Agente Superavitário: Aquele que possui mais recursos do que necessita. Tem dinheiro sobrando. Por isso pode emprestar esse recurso para um terceiro.

Agente Deficitário: Aquele que não possui o recurso suficiente para suas necessidades. Por isso precisa pegar esse recurso emprestado com alguém.

Dessa forma o grande objetivo do Sistema Financeiro é a circulação de dinheiro entre esses dois agentes gerando crescimento econômico.



Os Mercados do Sistema Financeiro Nacional.

O Sistema financeiro Nacional (SFN) é muito amplo, por isso é dividido em quatro mercados, sendo eles : o de crédito, capital, câmbio e monetário. Vamos ver cada um deles:

Mercado de crédito: Cuida da concessão de empréstimos/financiamentos.

Mercado de capital: (Também chamado de Mercado de valores mobiliários) é onde empresas captam recursos através de valores mobiliários, como ações e debêntures por exemplo.

Mercado de câmbio: Local onde ocorrem as transações e a troca de moedas estrangeiras.


Mercado monetário: Regula a circulação de dinheiro e transferências. Tem relação direta com o valor da moeda local.

Estrutura do Sistema Financeiro Nacional

Mas como funciona o Sistema Financeiro Nacional (SFN)? Sua existência é um conjunto de órgãos que regulamentam, supervisionam e executa, as operações necessárias à circulação de moedas e crédito na economia. Ele é dividido em três níveis: Reguladores (normativos), Supervisores e Operadores.

Reguladores: Nível mais alto onde seus integrantes ditam as normas a serem seguidas. É composto por: Conselho Monetário Nacional (CMN), Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC).


Supervisores : Seu compromisso é supervisionar se as regras colocadas pelos órgãos normativos estão sendo cumpridas. É composto pelo Banco Central (Bacen), Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Superintendência de Seguros Privados (Susep) e Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) .

Operadores: E basicamente os órgãos que colocam em ação todas as ordens e que fazem a economia caminhar. Composto pelos Bancos, Corretoras, Seguradoras, Resseguradoras e os demais operadores do mercado financeiro.




Tá Estudando Para CPA 10, CPA 20 ou CEA? Veja a aula completa:




Texto Escrito por Brayan Souza, com contribuição de Marcela Azevedo.